Buchinha do Norte: Riscos, Benefícios e Como Tomar Corretamente!



Muitas de vocês já ouviram falar da Buchinha do Norte, também conhecida como abobrinha do norte, cabacinha, buchinha paulista ou purga.

Ela é uma planta muito comum em todo o Brasil e é conhecida popularmente pelos seus valores medicinais, porém ao ser usada de maneira incorreta ou em excesso pode ser muito perigosa.

Por se tratar de uma planta altamente tóxica é muito importante buscar o máximo de informação que você puder antes de tentar manuseá-la.

Ao utilizar a Buchinha do Norte você deve tomar muito cuidado, procurando as formas corretas de tomar, respeitando as dosagens seguras da planta e principalmente observando qualquer sinal de efeitos colaterais.

Nesse artigo vamos ensinar um pouco mais sobre essa planta versátil, as formas corretas de preparar seu chá, em quais casos é aconselhável seu uso, efeitos colaterais e muitas outras informações importantes para fazer um uso seguro de suas propriedades. Boa leitura!

buchinha do norteSave

Conteúdo do Artigo: [Exibir]

Características da Buchinha do Norte
A Buchinha do Norte (Luffa Operculata) é uma planta trepadeira nativa do Brasil e pode ser encontrada facilmente em todo o país.

É uma planta de caules angulosos, com folhas longo-pecioladas e flores amarelas. Seu fruto, que é a parte utilizada para fins medicinais, são arredondados e ásperos, se assemelham muito com a bucha vegetal, utilizada para higiene pessoal.

Propriedades Medicinais
Como falamos, se usada corretamente a Buchinha do Norte tem potentes propriedades medicinais que são poderosíssimas no combate e prevenção de uma série de doenças, principalmente respiratórias.

A Buchinha do Norte possui propriedades adstringente, anti-séptica, vermífugas, anti-herpética e expectorante.

Seu tratamento é muito utilizado em casos de rinite, sinusite, bronquite, asma, nariz congestionado e outros problemas respiratórios.

Porém a Buchinha do Norte não é só eficiente contra problemas respiratórios como muitos pensam, mas ela também pode auxiliar no tratamento de herpes, feridas, amenorreia, dores de cabeça, ascite e inflamações genito-urinárias e oftalmias.

Formas Corretas de Tomar
Por se tratar de uma planta extremamente tóxica, é essencial saber como tomar corretamente, e sempre que puder buscar o acompanhamento de um profissional qualificado.

As dosagens, métodos de preparo e aplicação, são cruciais para cada tratamento, lembrando que são apenas usados os frutos da planta. Veja abaixo algumas formas de preparo:


Modo 1
Retire totalmente a casca da Buchinha do Norte e deixe um pedaço (aproximadamente 2 cm) dentro de uma medida de 1 litro de água e 1 colher de café de sal por 5 dias de molho.

Depois de muito bem coado, pingue de 1 a 2 gotas do líquido nas narinas sem assoar o nariz. Você também pode usar essa água para limpar ferimentos ou passar na herpes.


Modo 2
Retire totalmente a casca da Buchinha do Norte e divida ela em quatro partes iguais. Coloque uma das partes em um recipiente com meio litro de água potável fervente, e inale o vapor.

A inalação desse vapor deixa as secreções nasais mais fluidas e permite sua drenagem além de restaurar a mucosa do nariz, trazendo alívio imediato.

buchinha do norteSave

Efeitos Colaterais
Os efeitos colaterais podem aparecer mesmo utilizando a planta dessas formas controladas. É importante sempre lembrar que é um produto natural, mas totalmente tóxico e sem nenhum tipo de regulamentação.

Por isso aconselhamos observar o aparecimento desses efeitos, e buscar ajuda médica assim que eles surgirem.

Quando utilizado nas narinas, os efeitos colaterais podem aparecer na forma de sangramentos, ardência, irritação da mucosa e em alguns casos mais sérios, perda total do olfato.

Riscos Abortivos
A Buchinha do Norte é muito conhecida por ser uma planta natural com forte poder abortivo, devido uma substância química chamada cucurbitacina, por isso ela é altamente contraindicada para mulheres gestantes.

Infelizmente é muito comum mulheres tomarem o chá de Buchinha do Norte propositalmente para interromperem a gestação.

Em muitos casos essas tentativas propositais de aborto acabam com uma séria intoxicação da pessoa, causando vômitos, cólicas agudas, hemorragias internas e dependendo da seriedade do caso até mesmo óbito.

Outro problema recorrente é o da pessoa não conseguir interromper a gestação, mas debilitar o desenvolvimento do feto, causando uma má formação na criança ou algum outro problema na gravidez.

 

É muito importante a conscientização que essa planta não deve jamais ser utilizada para a finalidade abortiva.

 

Os riscos de vida para essas mulheres são enormes, com esses métodos sem qualquer controle, regulamentação ou acompanhamento de um profissional de saúde.

Utilização Com Consciência
O maior perigo desses tratamentos alternativos e uso de produtos orgânicos sem legislação ou qualquer tipo de controle, é o uso inconsequente e despreparado por parte dos usuários.

As pessoas muitas vezes iniciam esse tratamento no boca a boca, sem buscar qualquer tipo de informação técnica em fontes confiáveis.

Esse tipo de uso e tratamento pode parecer inofensivo, por se tratar de algo natural, mas é bom lembrar que estamos lidando com toxinas extremamente nocivas para o nosso corpo, podendo em casos mais graves levar a pessoa a óbito.

Caso tenha ingerido ou saiba de alguém que tomou o chá, busque imediatamente um médico para o tratamento de desintoxicação, que é feito através da administração com carvão ativado.


Você também vai gostar: