Este tratamento com papel alumínio vai reduzir a sua dor em pouco tempo

dor-aluminio-89023823102-2
Quem já fez esta receita garante que ela é excelente para combater vários tipos de dor, como: dor nas costas, nos ombros, pescoço, joelhos e no calcanhar (aquela dor que não permite que você ande normalmente).

E como é feito esse tratamento?

Com folha de papel alumínio!

Acredite se quiser: o papel alumínio não serve somente para o cozimento de alimentos, ele também trata a dor. E isso não é novidade.

O uso de papel alumínio para aliviar a dor consta nos livros de Wilhelm Reich, médico, psicanalista, cientista e colaborador de Sigmund Freud.

Mas qual o sentido desse tratamento e por que ele funciona?

Há algumas teorias, como a do cientista russo A.V. Skvortsov, segundo a qual o corpo humano é um núcleo de células que interagem diretamente com o campo magnético da Terra e, ao colocar papel alumínio na área afetada, ocorreria o aumento dessa interação.
Outra, mais simples, é que o alumínio produz calor e esse calor seria benéfico para tratar a dor.

E como é feito o tratamento?


Envolva a região da dor com uma folha de papel alumínio. Deve ser um pedaço suficientemente largo para cobrir toda a área afetada.

A parte brilhante do papel fica em contato com o local da dor.

Se for preciso, use uma fita adesiva para ajudar a fixar o papel, no local.

O ideal é fazer à noite, antes de dormir, pois o alumínio precisa ficar em contato com a área dolorida por umas 10 ou 12 horas.

Faça o tratamento por 12 dias seguidos. Depois espere 2 semanas e repita se necessário.

A terapia da folha de alumínio é aplicada em diferentes tipos de dor, incluindo dor no pescoço, costas, braços, pernas, joelhos, ciática, gota, artrite reumatoide, juntas (ácido úrico) e esporão de calcanhar.

Em algumas pessoas, a dor desaparece rapidamente, o que comprova o potente efeito anti-inflamatório do tratamento.

Observação: A técnica não serve para tratar dor de cabeça.

Fonte: consumerhealthdigest

Você também vai gostar:

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.

*